Logotipo
Área exclusiva

Blog

Acompanhe todas as notícias, tendências e novidades do mundo da moda. Aqui você vai encontrar variedades e conteúdo para todos os gostos!

voltar
Comportamento

Natal é oportunidade para ensinar solidariedade às crianças

por Shopping Itaigara, em 16/12/2015 às 5:11

Dividir o que a gente tem, desapegar um pouco das nossas coisas ou simplesmente dar algo nosso para qume realmente precisa, são frases bonitas, poerém ações nem sempre fáceis de serem praticadas.

É algo do ser humano. Observe crianças bem pequenas brincando e é visível que compartilhar suas coisas é difícil, quase impossível. Às vezes, teimam em convidar um amigo para brincar e nada de emprestar os brinquedos. Quanto mais novas são as crianças, mais difícil é a tarefa. Alguns pais se sentem constrangidos e chegam a pensar que o filho é egoísta.

Não é nem uma pessoa boa e nem ruim. Apenas egocentrada. Ao nascer, temos a percepção de sermos o mundo, para depois nos percebemos simplesmente o centro do mundo. Então, tudo o que temos, é como se fizesse parte da gente. Se dermos nossos objetos para outras pessoas a sensação é de que nunca mais recuperaremos – ficaremos com algo faltando. Com o desenvolvimento emocional e intelectual sadios, as coisas vão mudando e temos a consciência de que podemos abrir mão de muitas coisas, que o outro existe e podemos compartilhar o que temos. Percebemos que apenas fazemos parte do mundo. No entanto, alguns parecem nunca conseguir atingir este grau de desenvolvimento. Vemos crianças maiores, e até alguns adultos, que ainda não sabem dividir.

Nesta época do ano, em que o sentimento de solidariedade está a flor da pele, pode ser interessante iniciar o exercício de se desfazer daquilo que não mais é necessário. Que tal os próprios adultos fazerem um balanço do que possuem, para identificarem o que não é mais necessário, mas  que ainda pode ser aproveitado? Não as coisas estragadas, pois essas devem ir para o lixo e recicladas, se possível. Realizar a atividade com entusiasmo pode incentivar as crianças a fazerem o mesmo com seus brinquedos. Já que ela irá ganhar alguns novos no Natal, nada mal doar uns mais antigos às crianças mais carentes.

Não basta separar o que vai para doação. É preciso planejar a logística, pois a criança deve participar desse momento para que ela viva a experiência e tenha validada a ideia de que muitos precisam de ajuda dos que tem um pouquinho mais. Devemos começar ajudando aqueles que estão perto de nós. Um parente, um amigo ou um funcionário. Ou então, juntos procurem uma instituição para levar as doações. Se a criança resistir, não a obrigue. Não desista, porém. Dizer e mostrar que algumas pessoas têm dificuldades jamais imaginadas por ela, pode ser um choque de realidade. Mas não é dela que estamos falando: se alguns têm muito, inclusive coisas que nem precisam; outros quase nada têm.

Não espere que assim seu filho vá mudar de uma hora pra outra, mas a sementinha está plantada. E ele também se tornará Papai Noel. Não aquele da barba branca, e sim aquele que propicia um sorriso no rosto de alguém.

christmas-kids-1073567_960_720

Fonte: Ana Cássia Maturano para G1. 

http://g1.globo.com/platb/dicas-para-pais-e-filhos/2013/12/02/natal-e-oportunidade-para-exercitar-e-ensinar-a-solidariedade-aos-filhos/